quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Meditação

" A palavra meditação vem do Latim, meditare, que significa Voltar-se para o centro no sentido de desligar-se do mundo exterior e voltar a atenção para dentro de si.

A meditação costuma ser definida da seguinte maneira:
@um estado que é vivenciado quando a mente se torna vazia e sem pensamentos;
@prática de focar a mente em um único objeto (por exemplo: em uma estátua religiosa, na própria respiração, em um mantra);
@uma abertura mental para o divino, invocando a orientação de um poder mais alto;
@análise racional de ensinamentos religiosos (como a impermanência, para os Budistas)

É fácil se observar que nossas mentes encontram-se continuamente pensando no passado (memórias) e no futuro (expectativas). Com a devida atenção, é possível diminuir a velocidade dos pensamentos, para se observar um silêncio mental em que o momento presente é vivenciado. Através da meditação, é possível separar os pensamentos da parte de nossa consciência que realiza a percepção.

É possível obter total descanso numa posição sentada e por conseguinte atingir maior profundidade na meditação assim dissolver preocupações e problemas que bloqueiam sua mente.

Uma posição possível é a posição de lótus completo, o pé esquerdo apoiado sobre a coxa direita e o pé direito apoiado sobre a coxa esquerda. Outros podem sentar em meio lótus, o pé esquerdo apoiado sobre a coxa direita ou o pé direito sobre a coxa esquerda. Há pessoas que não conseguem sentar em nenhuma dessas posições e por isso podem sentar a maneira japonesa, ou seja, com os joelhos dobrados e o tronco apoiado sobre ambas as pernas. Pondo alguma espécie de acolchoado sob os pés, a pessoa pode facilmente permanecer nessa posição por hora ou hora e meia.

Mas na verdade qualquer pessoa pode aprender a sentar em meio lótus, ainda que no início possa causar alguma dor. Gradualmente, após algumas semanas de treino, a posição se tornará confortável. No início, enquanto a dor ainda causar muito desconforto, a pessoa, deve alterar a posição das pernas ou a posição de sentar. Para as posturas de lótus completo e meio lótus convém sentar-se sobre uma almofada, de forma a que os dois joelhos se apóiem contra o chão. Os três pontos de apoio dessa posição proporcionam uma grande estabilidade.

Mantenha as costas eretas. Isso é muito importante. O pescoço e a cabeça devem ficar em alinhamento com a coluna. A postura deve ser reta mas não rígida. Mantenha os olhos semi-abertos, focalizados a uns dois metros à sua frente. Mantenha leve sorriso. Agora comece a seguir sua respiração e a relaxar todos os músculos. Concentre-se em manter sua coluna ereta e em seguir sua respiração. Solte-se quanto a tudo mais. Abandone-se inteiramente. Se quiser relaxar os músculos de seu rosto, contraídos pelas preocupações, medo e tristeza, deixe um leve sorriso aflorar em sua face. Quando o leve sorriso surge, todos os músculos faciais começam a relaxar. Quanto mais tempo o leve sorriso for mantido, melhor.

À altura do ventre, pouse sua mão esquerda com a palma voltada para cima sobre a palma da mão direita. Solte todos os músculos dos dedos, braços e pernas. Solte-se todo como as plantas aquáticas que flutuam na corrente, enquanto sob a superfície das águas o leito do rio permanece imóvel. Não se prenda a nada a não ser à respiração e ao leve sorriso.

Para os principiantes, convém não ficar sentado além de vinte ou trinta minutos. Durante esse tempo você tem que ser capaz de obter descanso total. A técnica para tal obtenção reside em duas coisas: observar e soltar, observar a respiração e soltar tudo mais. Solte cada músculo de seu corpo. Após uns quinze minutos, uma serenidade profunda poderá ser alcançada, enchendo-o interiormente de paz e contentamento. Mantenha-se nessa quietude.Esta prática é dos melhores remédios para aliviar o stress."

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Continuação da postagem anterior...

É tão interessante conversar. Você aprende mais sobre si mesmo. Às vezes dando conselhos, estamos dando um recado ao nosso eu interior. Na verdade, pode ser uma manifestação dele.

Esta postagem ocorreu por causa de uma conversa com uma pessoa muito querida que não vou revelar. Se ela quiser poderá fazê-lo por comentário no blog.

Estávamos conversando pela internet, nós, nossos eus, nossos receios... Enfim, eis um trecho da conversa:

@Você não seria uma boa professora...
Desculpa mas tenho que falar.
Pro seu bem.
danielle diz:
Continua...
@ diz:
Você tem traços bipolares, teria eu dó dos seus alunos.
danielle diz:
Eu sei que não sou comunicativa.
Ahahah!
Hum...
O que mais?
@ diz:
Hum...
Acho que esse é o principal ponto.
danielle diz:
Quadros depressivos?
Ah! Só isso!
Achei que fosse mais sério.
^^
@ diz:
Bom, bipolaridade é bem sério.
Porque oscila entre depressão, agressão e mania.
Acho bem sério.
rsrs
Eu:
Legal!
Sou maníaca depressiva agressiva!
Cuidado!
Uahahah!
Gostei!
Agora eu quero ser professora de filosofia.
Provavelmente mudarei de ideia depois... Santa bipolaridade!
@ diz:
rsrs
São traços Dani, não sua personalidade.
rsrs
enfim
danielle diz:
...
Mas...
Não conheço minha personalidade.
E pelo que sei quero me livrar dela.
@ diz:
Pudera.
rsrs
Estou em conflito com a minha.
Namoro uma, desejo outra...isso não dá certo.
danielle diz:
Hum...?
@ diz:
É, estranho.
rs
danielle diz:
Ahahahaha!
Conte mais...
@ diz:
rsrs
Bom, sabes que namoro né?
danielle diz:
Chegue ao seu abismo interior...
@diz:
Melhor não.
rsrs
danielle diz:
Em uma busca profunda de si mesma.
@diz:
Ele é fundo e claro.
Tenho medo do que posso achar lá.
Mas enfim.
danielle diz:
Algumas pessoas me disseram...
Aha!
Este é o ponto!
É isso o que nos prejudica e nos faz sofrer.
Não sabemos quem somos.
Dih' diz:
Prefiro a ignorância do não saber.
danielle diz:
Aha!
Muito bem.
Continue.
@ diz:
Enfim.
danielle diz:
Sabemos que não sabemos.

Conclusão

O que realmente nos faz sofrer? O ego? Não saber quem somos? Essa sujeira que é nossa falsa personalidade? Por ora, pretendo fazer filosofia. Não precisa ser agora. Mas analisando o texto e a minha vida, sendo que o texto faz parte da minha vida, torna-se bastante claro que a filosofia está presente em minha vida e pensar sobre isso talvez seja uma atitude filosófica. Quando surgiu o CASSCO, por exemplo. Foi uma tentativa de montar um grupo de discussão de temas filosóficos, políticos e religiosos. A Comunidade Atéia Siga Sua Consciência foi um projeto montado na porta da minha casa com o Rafael (de Carvalho Gomes, ou Rafilds) e o Diogo (Boi ou mishima - longa história). Depois fomos para a casa do Rafa e reunimos mais gente. O CASSCO tinha alguns lemas, confesso, alguns bem inúteis que foram montados mais por diversão. Acho que isso aconteceu em 2006. O problema é que adolescentes reunidos costumam bagunçar e experimentar algumas coisas... Começamos a nos reunir só para bagunçar. Mas foi uma boa época. Só faz três anos! Tem gente querendo voltar com o projeto. Só que temos muito mais responsabilidades: emprego, filho, contas, faculdade. Mas a ideia de um grupo de discussão é interessante. É como uma rebeldia consciente. Uma energia que deve ser trabalhada, canalizada para o bem, a expansão da mente, troca de opiniões de respeito.
Voltando ao presente... Vou conseguir um emprego. Quando disse à minha mãe que iria para o Piauí se não conseguisse emprego até o fem do ano, não sei se estava falando sério. Mas não deixa de ser uma possibilidade.
Quero terminar esta manifestação desejando que seus corações se encham de luz divina e convido todos a fazerem uma viagem profunda dentro de vocês mesmos.
Namastê.

Pitstop: Tempo de reavaliar.

Tempo para reavaliar...
Há cerca de um mês tenho procurado emprego. Parei de ir para a faculdade. Comecei a distribuir "curriculos", a fazer entrevistas... É, não é fácil. Não tenho experiência e estou procurando o meu primeiro emprego neste fim de ano.
Todos desaprovaram, poucos me apoiaram. Sem problemas... Não espero que me compreedam, só quero me compreeder.
Estava desmotivada para estudar. Acho que vou mudar de curso no futuro. Filosofia ou psicologia... Mas isso só depois de adquirir estabilidade financeira. Ainda penso em ser freira... Às vezes, não. Às vezes acho que nunca estive tão longe de amigos. Sei que é culpas minha, em partes. A vida nos leva por caminhos que desconhecemos. Depois, quando pensamos sobre isso, compreedemos ou não.
Faz tempo que não vou à Igreja. Economizo dinheiro e minha mãe não fica preocupada por eu voltar tarde. Até porque tenho que acordar cedo... Sim, sinto falta. Também tenho que devolver um livro... Pretendo voltar em breve.
Quero cordas novas para o violão. Quero voltar a tocar (ou continuar tentando tocar...). Mas isso fica para quando eu receber meu primeiro salário. Também quero voltar a dançar. Isso já é mais fácil. Basta disposição.
Pelo que eu tenho observado, em certo aspecto procurar emprego torna-te mais humilde. Você começa a se colocar mais no lugar do outro, a valorizar mais o dinheiro e tudo o que tem.
Namorado? Não sei se sinto falta. Tudo bem. Acho que às vezes sinto falta. É difícil sentir falta do que você nunca teve (não nesta vida). Acho que o que eu mais tenho é receio de pecar por luxúria. O certo seria casar-me com alguém da Igreja que frequento. Não sei... Pelo menos quero voltar a fazer pranayama.

Tomem nota:

"O controle da respiração significa cessar os movimentos de entrada e saída do folego. A respiração é a representação mais sutil da energia vital dentro do seu corpo. Exatamente como se você conseguisse segurar um pedaço do tempo e o impedisse de se mover - como o tênue dente de uma engrenagem - trazendo, finalmente, a estabilidade. Trata-se de algo sutil como um fio de cabelo. Só então, pelo controle desta força que põe a mente em movimento, é que se pode parar a mente. Pois é o prana que faz a sua mente se mover: se o Prana for interrompido a mente não pode se mover, fazendo emergir o estado de serenidade (Manonasha).

Portanto:

"deter a movimentação do Prana é Pranayama" ("Path to Blessedness" Sri Swami Chidananda)

As correntes filosóficas denominadas gnósticas iniciadas em meados do século XX, apresentam o Pranayama como uma das formas de transmutar a energia sexual."
(Fonte Wikipédia)

Nem sei quanto tempo faz que eu não posto algo por aqui... Pensando bem, senti falta disso. Porque neste espaço eu posso escrever o que eu quiser, posso desabafar, dizer o que acontece comigo e como me sinto. Não sei se tenho progredido espiritualmente, mas percebi algumas coisas com auto-observação. Os livros do Venerável Mestre Samael Aun Weor têm me ajudado bastante. Agora tenho uma relação familiar. E isso tem feito muita diferença na minha vida.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

O que os astros dizem de mim...

Ascendente em Sagitário

Para orientar-se e acender novamente a sua chama , você utiliza os conceitos simbolizados pelo seu signo ascendente. Em Sagitário, você precisa utilizar todo o seu entusiasmo para estipular e atingir suas metas. Seu impulso inicial diante da vida é buscar, através do intelecto, atingir um conhecimento maior, que revelará seu mundo interior de forma mais rica e sábia. Quando estiver perdido, procure direcionar suas energias para que suas flechas sejam certeiras.

Sol em Virgem

Não devemos nos deixar contaminar pelas impurezas do mundo”. Esta é uma das mensagens privilegiadas na consciência dos virginianos, que enxergam o mundo através dos conceitos da paz e da pureza. O Sol em Virgem ilumina a praticidade, a visão analítica e minuciosa da realidade. O seu brilho está na naturalidade e simplicidade que utiliza para conduzir a sua vida.

Lua em Escorpião

Para sentir-se emocionalmente nutrido, você precisa de profundidade e intensidade em sua vida. Estando na superfície dos seus sentimentos ou de um relacionamento, você pode sentir-se ferido e desamparado. Suas emoções mais íntimas vão sempre além do que aparentam e estão fora do que pode ser claramente visto ou percebido por um olhar desatento. Esteja receptivo às metamorfoses emocionais que precisar enfrentar e deixe-se encantar por elas.

Isso segundo o site portodoceu.terra.com.br.
Pelos meus cálculos o meu signo ascendente era escorpião. Mas depois de fazer o teste em três sites, o resultado foi o mesmo: sagitário.
Então tá, né...

O átomo nous e os átomos do inimigo secreto

"O Átomo Nous

Nossa educação, recebida em casa e na escola, desde pequenos, ensina-nos a pensar para fora, fazendo com que nos esqueçamos de nós mesmos. Isso criou uma situação deveras lastimável, fazendo com que raramente nossos pensamentos sejam provenientes do Íntimo. Geralmente, em mais de 90% do tempo, é a nossa mente que se manifesta. Aqui, abre-se outro vasto horizonte e infinitas perspectivas. A educação espiritual verdadeira tem direção radicalmente oposta à educação intelectual. Por isso, quem quiser progredir no caminho espiritual, cedo ou tarde compreenderá que deverá renunciar e abandonar a via intelectual. Compreenderá, como diz a alegoria alquímica, que deve queimar os livros e purificar seus metais.

Se somos arquitetos de nossa própria vida, no momento que passarmos a ter consciência dessas simples verdades, poderemos moldá-la de acordo com as ordens e a vontade do Íntimo e não a partir dos conceitos elaborados pela nossa mente. Os terapeutas corporais sabem que o corpo físico de uma pessoa sempre revela a natureza do caráter e da personalidade de seu dono. Nós preferimos dizer que, em última análise, o corpo físico de uma pessoa conta a história de seus átomos.

Os Átomos do Inimigo Secreto

Na parte inferior da coluna vertebral mora o Inimigo Secreto, que tem sob seu comando exércitos inteiros de átomos infernais. É esse átomo que se opõe à vontade do Íntimo. Na guerra que mantém constantemente com as hostes de Miguel, o Anjo Atômico Guerreiro, que mora na parte superior da coluna, quase sempre sai vencedor. O homem vive prisioneiro da atmosfera do mundo de maya porque ele, o Inimigo Secreto, Lúcifer ou Satan, estendeu seus domínios até o plano mental do homem. Sempre que nos propusemos manter pureza de pensamentos e sentimentos, por exemplo, ele solta suas legiões atômicas para desviar nossos própósitos.

Os átomos inferiores ou moradores dos infernos atômicos jamais respondem à voz do Íntimo. Isso nos faz lembrar o fato de que, analogamente, a humanidade jamais atende aos preceitos dos seus profetas e dos Cristos que vêm a terra de tempos em tempos. Todo nosso carma está ligado aos átomos negros. Todas as más ações praticadas pelo homem, no fundo, têm origem nesses átomos, vivas inteligências que moram em nossos próprios universos atômicos. Quando o estudante, mediante a Iniciação, vence as potestades negras (representadas ou sintetizadas em seu EGO), então estará apto a ser recebido nos templos de sabedoria que existem nos mundos internos (atômicos).

Todo aquele que se propõe seguir a senda iniciática encontrará, no devido tempo, seu guardião do umbral dos mistérios. Esse guardião foi criado por nós mesmos. Ele é o que somos internamente. Por ser de natureza elemental, pode adquirir a forma que quer. Normalmente, assume a figura daquilo que mais nos apavora. A prova do Guardião do Umbral é decisiva para aqueles que querem a Iniciação; quem fracassa, cai escravo do guardião interior.

A ciência do inimigo secreto domina o mundo de hoje. Se todos os homens pusessem maior atenção ao que pensam e, depois, ao que materializam através da palavra ou da ação, seria possível uma grande transformação, interna e externa. Porém, infelizmente, já é um pouco tarde para grandes mudanças voluntárias. Os mestres do círculo protetor deste mundo sabem que esta humanidade está perdida, já foi julgada e condenada e a sentença está em execução. A medida que avançamos em anos neste III milênio, avançamos também para a Grande Catástrofe, prevista para 2043.

Hoje, mudanças podem ser possíveis isolada e individualmente. Mas, não há como negar, o poder do inimigo secreto é muito grande. É preciso muito trabalho prático, muita meditação e muita oração para inverter essa situação. Por isso mesmo insistimos na parte prática. É preciso praticar e praticar muito. Uns quantos minutos diários não são suficientes. Duas horas diárias, no começo, são suficientes. Mas, depois, à medida que cada qual for compreendendo a natureza de seu próprio trabalho interno, é preciso ir aumentando esse tempo.

Como vimos, é pelo pensamento que atraímos para nossa esfera os átomos — de luz ou de trevas. O Íntimo sempre nos avalia e nos julga através da nossa aura ou atmosfera. Se nossa aura está carregada como céu na iminência de tempestade, o Íntimo nos abandona, pois, sabe que sua voz não será ouvida. Portanto, temos que atrair e gerar sempre átomos evoluídos, limpos e puros se quisermos modificar, para melhor, nosso campo magnético e sermos ouvidos por Nous em nossos anelos iniciáticos. Essa prova, ou demonstração de querer seguir a Senda da Iniciação, normalmente dura sete anos.

Quando crianças nem repelimos nem atraímos átomos do Inimigo. É dessa forma que elas se protegem por algum tempo da sua influência nefasta. As crianças são como elementais: são o que são, nem boas em más. Na realidade estão além do bem e do mal dos adultos. Por isso se defendem das influências atômicas. Noutras palavras, poderíamos dizer que os infernos atômicos das crianças estão vazios. Com a educação e com o passar do tempo elas começam a atrair, para seu baixo-ventre, esses átomos, que, alojando-se, estabelecem ali seus domínios tenebrosos e, com isso, modificam seu comportamento. São esses átomos que dão origem, mais tarde, aos eus psicológicos.

Os átomos não são atraídos unicamente no começo de uma vida. Na realidade, trazemos de berço átomos satânicos muito antigos. Os piores são aqueles provenientes da Lemúria, porque foi naquele tempo que certos indivíduos sumamente sagrados nos dotaram de um órgão, denominado pelo Mestre Samael Aun Weor de Órgão Kundartiguador, cuja finalidade foi a de dar estabilidade geológica ao planeta. Esse órgão tinha por finalidade captar, transformar e projetar determinados tipos de energia do cosmo para a superfície terrestre da época.

Talvez seja cedo falarmos disso, porém, saiba o estudante que o homem, como os demais animais e plantas, também é um organismo de transformação de energias cósmicas. E foi esse órgão humano, o kundartiguador (hoje não existe mais fisicamente) que transformou certos tipos de energia cósmica, dando, conseqüentemente, dureza ao solo terrestre. Do contrário ainda hoje teríamos nossas cidades construídas numa atmosfera e solo semelhante a pântanos.

O que queremos destacar é que da Lemúria herdamos nosso psiquismo mais denso. Esses átomos antigos são de difícil transformação, exatamente pela sua idade. O passado do homem dormita na atmosfera dos seus átomos brancos e negros, de acordo com as ações realizadas. O pensamento descontrolado têm a capacidade de despertar sua energia e essa espalha-se primeiro pela atmosfera individudal; dali, estende-se pela atmosfera dos demais, iniciando uma reação em cadeia.
Exemplo: um artista com sua música ou sua pintura, de acordo com sua obra, pode elevar ou abaixar a vibração da atmosfera de uma época ou daqueles que fazem contato com sua obra. Veja-se o caso da Renascença, em plena Idade Média, onde imperavam as trevas na Europa. Nesse caso, foi um acontecimento positivo. Hoje, temos muitas músicas das baixas esferas e, quanto mais densa é a sua vibração e mais inferior a sua influência sobre nossa mente e nossas emoções.

Lembre-se, caro estudante: a música é energia sonora. Ela penetra e vai até onde outros tipos de energia não alcançam. A música, nos tempos de Pitágoras, era usada para curar, desenvolver poderes e modificar estados de ânimo. A musicoterapia moderna é apenas um longínquo e pálido reflexo atávico dessa ciência arcana.

A porta de entrada dos átomos negros são os sentimentos e os pensamentos de ódio, tristeza, depressão, rancor, inveja, ira, luxúria, etc.. Uma pessoa se degenera muito rapidamente quando cai ou se entrega ao domínio do Inimigo Secreto, o também denominado Satã Interior, o EGO com suas mil caras, pois este devora suas vítimas no forno das paixões e dos desejos. Sempre que alguém se debilita, afasta-se do seu Íntimo, deixando, conseqüentemente, de receber sua luz solar que infunde vida e ânimo (alma). O resultado disso é a queda nos infernos atômicos.

O homem tem, dentro de si, uma força capaz de transformá-lo em Deus. Essa força é de natureza atômica, elétrica ou sexual. Essa força está radicada no centro sexual.

Saiba o estudante que nossas forças criadoras existem para nos dar poder, vida e luz. A energia, fabricada em nosso laboratório sexual, quando sabiamente acumulada, e após passar por processos alquímicos específicos, é uma riqueza capaz de enobrecer nossa vida, dando-nos felicidade, vida e abundância. Por outro lado, o destino de todo devasso é a doença e a miséria, física e moral, nesta ou em vidas futuras."


Fonte: http://www.pistissophiah.org/gnose/atomo_nous.htm

Hino a Ísis

Porque eu sou a primeira e a última
Eu sou a venerada e a desprezada
Eu sou a prostituta e a santa
Eu sou a esposa e a virgem
Eu sou a mãe e a filha
Eu sou os braços da minha mãe
Eu sou a estéril, e os meus filhos são numerosos
Eu sou a bem casada e a solteira
Eu sou a que dá à luz e a que jamais procriou
Eu sou a consolação das dores do parto
Eu sou a esposa e o esposo,e foi o meu homem que me criou
Eu sou a mãe do meu pai
Sou a irmã do meu marido,e ele é o meu filho rejeitado
Respeitem-me sempre
Porque eu sou a escandalosa e a magnifica.

Fonte: mitologiaegipcia.blogspot.com

Nefilim : Conceito cristão bíblico-judaico

Os téologos e estudiosos da Bíblia até hoje divergem sobre a natureza dos Nephilim e dos "Filhos de Deus", mencionados em Gn 6. Há duas possíveis interpretações:

G. H. Pember argumenta em favor da teoria que diz que os "Filhos de Deus" de Gn 6 são na verdade anjos que vieram a Terra para terem intercurso com mulheres, tiveram filhos, sendo por isso punidos e lançados no inferno, segundo a Segunda Epístola de Pedro 2:4 (é interessante notar que no original a palavra não é "inferno", e sim "tártaro" o que pode implicar um lugar diferente), e seus filhos se tornaram pessoas híbridas, metade humano, metade angélico (ver As Eras Mais Primitivas da Terra). Essa teoria é defendida por teólogos como John Fleming (1), S. R. Maitland (2), Caio Fábio (idéia advogada no seu livro de ficção Nephilim), Charles Ryrie, em sua Bíblia de estudo e pela maioria dos primeiros cristãos. Esteve em voga na Idade Média É também o ponto de vista de Fílon de Alexandria e dos apócrifos de Enoque e do Testamento dos Doze Patriarcas.

Teoria de que não eram anjos, mas sim descendentes de Sete, que ainda seguiam a Deus. As "filhas dos homens" eram filhas de Caim, afastadas de Deus, e seus filhos foram heróis posteriormente, mas a Bíblia considera-os caídos, porque se afastaram de Deus. Argumenta-se que os anjos não podem procriar e que "filhos de Deus" referia-se aos seguidores de Deus. Essa teoria foi propagada por Agostinho, C. I. Scofield, Gordon Lindsay, entre outros, sendo a mais aceita.

Há outras teorias mais estranhas como a de pano de fundo evolucionista que diz que os "filhos de Deus" eram descendentes de Adão e as "filhas dos homens" de uma raça inferior, como, por exemplo, a Neandertal.

Fonte: Wikipédia.

Papoula (Papaver somniferum)

A papoula é conhecida há mais de 5 mil anos - os sumérios já a utilizavam para combater problemas. Os antigos comiam a flor inteira ou a maceravam para obter o sumo. Na Mesopotâmia, curavam-se doenças como insônia e constipação intestinal com infusões obtidas a partir da papoula.

A papoula foi muito conhecida nos tempos remotos, tinha muito prestígio entre os médicos da Grécia antiga. Na mitologia grega era relacionada a Hipnos, o deus do sono, pai de Morpheu - que a tinha como planta favorita e, por isso, era representado com os frutos desta planta na mão. Há também uma estreita relação entre a papoula e a deusa grega Nix, a Noite. Deusa das Trevas, filha do Caos, é na verdade a mais antiga das divindades. Freqüentemente, ela é representada coroada de papoulas e envolta num grande manto negro e estrelado. Em muitas referências ela se localiza no Tártaro, entre o Sono e a Morte, seus dois filhos. Os romanos não a representavam em um carro, mas sempre adormecida.

A papoula é conhecida há mais de 5 mil anos - os sumérios já a utilizavam para combater problemas. Os antigos comiam a flor inteira ou a maceravam para obter o sumo. Na Mesopotâmia, curavam-se doenças como insônia e constipação intestinal com infusões obtidas a partir da papoula. Mais tarde, os assírios e depois os babilônios herdaram a arte de extrair o suco leitoso dos frutos para fazer remédios.

Hipócrates foi um dos primeiros a descrever seus efeitos medicinais contra diversas enfermidades. Há quem defenda que mais tarde, um médico grego em Roma, padronizou a preparação do ópio com uma fórmula (o mitridato) e a receitava aos gladiadores. O uso do ópio difundiu-se pela Europa no início do século XVI, mas sofreu forte combate quando a Igreja Católica começou a controlar os remédios. Foi por essa época que Paracelso, o famoso médico e alquimista suíço, elaborou um concentrado de suco de papoula - o láudano, que teria o poder de curar muitas doenças e até de rejuvenescer. A disseminação desta crença levou à popularização do seu uso em todo o mundo ocidental. Com o tempo e com a expansão das rotas comerciais, o ópio acabou por se tornar uma droga universal.

Por volta de 1803, o cientista alemão Frederick Sertuener, observando que os diferentes subprodutos da papoula produziam efeitos diversos, procurou isolar os elementos narcóticos do ópio. Assim, ele obteve um cristal alcalóide de efeito muito intenso: era a morfina.

Por Rose Aielo Blanco.
http://www.jardimdeflores.com.br/floresefolhas/A29papoula.htm

As Fases da Lua

Nova

Elemento: Água
Estação: Inverno
Observações: Este período lunar é muito fraco para iniciar qualquer coisa.

Crescente

Elemento: Ar
Estação: Primavera
Observações: Tudo que inicia nesta lua, progride rápidamente. Ótimo período para realizar negócios de forma triunfal.

Cheia

Elemento: Fogo
Estação: Verão
Observações: Este período lunar é muito forte e serve principalmente para realizar com êxito todo tipo de trabalhos de Magia Prática.

Minguante

Elemento: Terra
Estação: Outono
Observações: Tudo que se faz no período desta lua, fracassa.
Hitler se lançou contra a Russia em lua minguante e fracassou.

Fonte: http://www.clxv.org/_textos/fasesdalua.htm

As "Sete" Cabeças de Legião

Luxúria
Ira
Orgulho
Preguiça
Gula
Cobiça
Inveja
Medo

Fonte: http://www.clxv.org/_textos/legiao.htm

Perguntas e Respostas - Metafísica

Um pouquinho sobre gnosis. Faz tempo que eu não posto... Estava pesquisando sobre átomos nous e encontrei está página. Espero que gostem. ^^
.....................................................................................

"Que energia negativa existe nos cinemas? Cemitérios também têm energia negativa?
R. Nos cinemas circulam muitas pessoas, as quais projetam em sua mente uma série de imagens que criam nos mundos internos, criaturas com vida própria; seus medos, angústias, temores, raivas, excitações e demais sentimentos e pensamentos vem a criar o que os antigos chamavam de Larvas Astrais. Estas criaturas podem prejudicar bastante os Corpos Internos daqueles que concorrem a estes lugares.
Isto já não ocorre quando vemos um filme em nossa casa, já que a energia que possa vir a ser gerada não se compara a lugares aonde centenas de pessoas comparecem diariamente.
Quanto aos cemitérios, como existem corpos em decomposição, o solo exala doenças e pestilências. Internamente nestes lugares comparecem as Personalidades dos mortos, pela atração a seus antigos corpos que tiveram durante a vida. As personalidades comumente não causam danos as pessoas, a não ser em alguns casos de roubo de energia vital, posessões e demais casos do gênero.

P. Depois das 108 existências no Reino Humano, o que Deus faz conosco?

R. Depende do que fizemos de nossas vidas durante o período Humano, podemos ter realizado a Grande Obra, nos tornando assim Anjos, Arcanjos, Devas, etc; podendo assim fazer parte do Coro que rege a criação. Caso não tenhamos feito nada por nós mesmos, nem pela Humanidade, simplesmente se ingressa na involução, passando pelo inferno, lugar aonde se faz parte do trabalho que tínhamos que fazer em vida, porém desta vez contra nossa vontade.
O Inferno realiza uma desintegração de todas as maldades que não eliminamos conscientemente durante a vida, também de outros valores que não nos cabe levar, já que necessitamos desta pureza para ingressar novamente no seio da Divindade.


P. O que é a Alma Gêmea?

R. Devemos entender que no principio, simbólicamente representado por Adão, o Homem era Hemafrodita, porém se dividiu em Homem e Mulher. Adão eram os milhares de Homens e Mulheres de uma antiga raça, estes casais primordiais são as Almas Gêmeas, que no princípio dos tempos se dividiram em corpos diferentes.
Devemos buscar nosso primeiro Amor, isto é a nossa metade que se encontra em outro corpo. Infelizmente a maioria das pessoas, por leis do Karma, devido aos delitos que cometeram em sua vida, não tem o direito de se encontrar com sua Alma Gêmea e comumente sofrem muito em casamentos Kármicos.


P. Jesus era o átomo Nous? O que seria isso?
R. Jesus é um Mestre no real sentido da palavra, porém não é o Átomo Nous. O Sol tem um átomo central o qual chamamos de NOUS, em nós este átomo se encontra no coração.
Tal átomo é o primeiro centro vital que inicia a trabalhar no feto, também é o ultimo que morre em nosso organismo.
Dito átomo tem em si, a vida, a energia e a vontade do Homem, sua Aura é opalina.



P. Qual é a finalidade do plexo solar?
R. A parte interna do Plexo Solar nos confere a capacidade da Telepatia (Comunicação Interna); mas uma função que ele desempenha é absorver e distribuir para os demais plexos e centros, a energia exterior.
Este é o motivo que quando estamos em um ambiente pesado, sentimos uma sensação desagradável nesta região (Próximo ao umbigo), da mesma forma ocorre quando nos ferem com um olhar ou palavras.


P. Eu tenho epilepsia. Iste é meu karma?
R. Realmente existem muitas doenças cuja origem se relaciona com questões um pouco além da ciência moderna. Toda ação tem sua consequência, e a origem da eplepsia é a Mediunidade Espírita, nesta ou em passadas existências.
Estas pessoas que cometem este equivoco de emprestar seus corpos, membros(ex: mão para que escrevam) ou pensamentos aos defuntos, primeiramente violam uma lei cósmica que é que todo aquele que queira se expressar físicamente deve nascer.
Este constante deslocamento dos corpos internos para dar lugar ao do desencarnado, a invasão ou agregamento de algum elemento que vá se expressar pelo médium causam um rompimento em certa capa protetora que internamente possuimos; causando assim esta doença.


P. Se cada chacra é responsável por um sentido psiquico, temos então 7 sentidos psiquicos? Quais são eles?
R. Realmente temos sete principais Chacras os quais nos conferem os sete principais sentidos internos do Homem, são eles: Clarividência, Clariaudiência, Intuição, Telepatia, Saida em Astral Cosnciênte, Recordar Vidas passadas, Controle da Energia. Não são as únicas capacidades que estes Chacras nos conferem, mas são as principais.
Temos que entender que o organismos tem milhares de Chacras e cada um deles tem suas exigências para funcionar e também seus atributos e poderes, uma vez desperto.
Estes sete são os mais importantes pois se relacionam simbólicamente com as Sete Igrejas do Apocalipse.


P. O que sonhamos, a maioria de nós pelo menos, sao criaçoes de Eus (Defeitos Psicológicos)?
R. Sim, na maioria das vezes os sonhos que temos são fatos relacionados a Estados egóicos que tivemos durante o dia, são uma continuação subconsciênte de tudo aquilo que desejamos, pensamos ou fizemos.
Algumas vezes tem-se pesadelos o que muitas vezes é causado pelo ingresso temporário nos próprios infernos de cada pessoa.
Há sonhos que são proféticos e divinos, estes começam a aparecer conforme a pessoa vá se desenvolvendo no Caminho de sua Auto---Realização.


P. Meu ultimo sonho foi com um Monstro o qual lutei, não lembro se venci. Depois não tive mais sonhos. Porque isto ocorre?
R. No seu caso específico isto se deu porque foste submetido a Primeira Prova Iniciática, conhecida como O Guardião do Umbral. Como foste aprovado, deu-se início a uma série longa de instruções e ritualisticas as quais servirão para o seu progresso no atual grau e como preparação aos demais níveis da iniciação. O Fato de não lembrar se dá primeiramente porque como se é ainda um Aspirante a Sabedoria, anda-se "vendado" nos mundos superiores, impedido que tal conhecimento chegue até nossa memória física.
Algumas vezes se lembra dos sonhos e outras não. Pode-se esquecer do que viveu nos mundos superiores quando se acorda bruscamente ou o corpo Astral não encaixou corretamente no corpo físico. Também quando as Divindades não permitem por algum motivo.
Aqueles que definitivamente já não sonham são Quaternários, pois perderam a ligação com as partes superiores do Ser. Entenda-se por sonho, a projeção Astral durante o repouso do corpo físico."

Fonte: Textos diversos - http://www.clxv.org/_textos/textos/txtgnosis.pergresp.metafisica.htm

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Mulheres chinesas e os pés de lótus.




Assim como as mulheres girafas da tribo Padaung colocavam argolas em seus pescoços, modificando a anatomia de seu corpo como sinônimo de beleza, as mulheres chinesas foram submetidas a um tipo de modificação corporal extrema, devido a antigas tradições.

No passado, os pés das mulheres chinesas eram considerados estranhos em seu tamanho normal. A beleza e virtude da mulher chinesa estava vinculada ao tamanho de seu pé, que tinha que se assemelhar ao tamanho de uma pequena “flor de lotus”.

Esse antigo costume, cruel e bizarro, começou durante a dinastia Sung (960-976 aC), com a intenção de imitar uma concubina imperial, que era obrigada a dançar com os pés enfaixados.

No momento em que uma menina completasse três anos, ataduras eram colocadas em seus pés. Dobravam-se então, os quatro dedos menores até a sola do pé, forçando o calcanhar a entrar, acabando por quebrar os ossos.

O processo era torturante, porém se uma mulher não o fizesse, não consegueria se casar. Existe um suposto manual do sexo da dinastia Qing, onde são listados 48 maneiras diferentes de jogo de amor com mulheres com pés de lótus. Bizarro!

Muitos chineses achavam esses pés eróticos, considerados a parte mais íntima da anatomia das mulheres.Um pé enfaixado com sucesso, tinha de 7cm a 10cm. Com isso, as fábricas começaram a fabricar sapatos nessa medida.

A prática faria com que o pé dobrasse imitando uma flor de lótus. Essa tradição cessou no século 20, com o fim das dinastias imperiais e crescente influência da moda ocidental.

As ataduras dos pés de lótus, duraram do século 10 até 1949, quando foi proibida pela nova república chinesa.

Os pés atados deixaram na China inúmeras idosas com deficiência nos pés e sérios problemas de saúde.

Do site Bocaberta, autor desconhecido.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Singela oração: Conversando com Deus.

Deus, imploro-te perdão!
Que este vazio no meu coração
Deve ser podridão.
Dor, enfermidade e ilusão.
Senhor, dai-me forças para viver.
Que minha vida não seja em vão.
Quero sair desta prisão e carregar minha cruz.
Senhor, dai-me forças.
Abençoe a todos!
Amém!

sexta-feira, 31 de julho de 2009

... Decoração? E se fosse a cabeça de uma pessoa seria crime!





Cárcere privado.



Violência no mercado.



Animal Instinct - The Cranberries

Suddenly something has happened to me
As I was having my cup of tea
Suddenly I was feeling depressed
I was utterly and totally stressed
Do you know you made me cry
Do you know you made me die

And the thing that gets to me
Is you'll never really see
And the thing that freaks me out
Is I'll always be in doubt
It is a lovely thing that we have
It is a lovely thing that we
It is a lovely thing, the animal The animal instinct

So take my hands and come with me
We will change reality
So take take my hands and we will pray
They won't take you away
They will never make me cry, no
They will never make me die

And the thing that gets to me
Is you'll never really see
And the thing that freaks me out
Is I'll always be in doubt

The animal, the animal, the animal instinct in me
It's the animal, the animal, the animal instinct in me
It's the animal, it's the animal,
It's the animal instinct in me (2x)

A garrafa de vinho.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Escolha a sua droga preferida e seja feliz.

Amor,
Sexo,
Família,
Religião,
Televisão,
Computador,
Arte,
Música,
Emprego,
Cirurgia,
Tatuagem,
Álcool,
Cigarro,
Calmante,
Maconha,
Outras drogas ilícitas,
Futebol,
Poesia,
Doces,
Putaria.
Tudo o que vicia.
Tudo o que alivia.
O que acalma,
prende e liberta.
Viver sem dor e agonia.
Esquecer de si.
Esquecer os problemas do mundo.
Esquecer que o ser é o mundo.
Ignorar, se dopar e seguir.

Você está qualificado para ingressar no mercado de trabalho?

"Estude bastante para ser alguém na vida."
"O cliente tem sempre razão."
"Propaganda é a alma do negócio."
"A primeira impressão é que fica."
"Seja educado e seguro."
"Mostre ao entrevistador suas competências."
"Não diga gírias, nem fale palavrão."
"Como você pode colaborar para o crescimento da empresa?"
"Não pergunte o que a empresa pode fazer por você, mas o que você pode fazer para a empresa."
"Por que te contratariam? Qual é o seu diferencial?"
"Qual é a sua pretensão salarial?"
"Comece de baixo e vá sendo promovido."
"Seu trabalho, sua vida."
"Quantas pessoas queriam estar no seu lugar?"
"Dê valor ao seu trabalho."
"É necessário experiência."
"A meta é vender oitenta mil produtos por mês."
"Não temos vagas agora, mas pode deixar o seu curriculum."
"Nós entraremos em contato."

O Poder do livre-arbítrio.

É como se eu ficasse observando o precipício.
Deixando o meu corpo escorregar só um pouquinho.
Escorregar até sentir um pouco de medo.
E voltar correndo
com uma mistura de riso e de desespero.
Volto à posição original.
Agora com um pouco mais de cuidado.
Por um tempo esqueço a queda.
Fico de barriga para cima contemplando o céu.
Agradecendo por estar viva contemplando o céu.

Daqui a pouco anoitece.
Começa um silêncio ensurdecedor.
Como se houvesse vários olhos me observando,
várias vozes me corrompendo, me julgando, me exorcizando.
Fico de bruços levemente.
Devagar inclino-me ao precipício.
E observo a minha queda.
Meu sangue escorrendo.
Meu grito ecoando,
atraindo a atenção dos anjos.
Estes apenas lamentam a minha sorte, o poder do meu livre-arbítrio.

domingo, 19 de julho de 2009

Cartaz vegetariano 2.




Esse foi feito pelo Michel Silva, também conhecido por Michael Jackson - por motivos que talvez seja melhor não comentar. Obrigada amigo! A luta continua! Vegetarianos do mundo: Uni-vos! Go vegan!

(Observação: O cartaz também foi arrancado, mas não desisiremos!)

Cartaz vegetariano.




Bem, vamos à explicação do cartaz.
Ele é auto-explicativo.
...
:P
Algumas pessoas leram. E alguém muito incomodado arrancou o cartaz do mural.
¬¬
Mas não desistirei.
Aguardem os próximos capítulos.

O problema em tomar leite, o diálogo.

- ei, vc bebe leite?
"O valor à vida de cada animal pertence a ele próprio e não a nós." diz:
É. Por um momento ocorreu-me a idéia de não mostrar-te mais bandas...
¬¬
É claro!
Que eu não tomo leite!
¬¬
- Jônatas diz:
kk
ai ai
"O valor à vida de cada animal pertence a ele próprio e não a nós." diz:
Não sou filhote!
O leite dos mamíferos é para os seus filhotes!
As vacas são engravidadas sempre para produzirem leite.
E assim que nascem, os filhotes são separados das mães.
Alguns são mortos.
Outros viram carne de vitela.
Enfim...
a vida é um produto.
A crueldade humana não tem limites.
Imagina o tanto de hormôno que tem no leite.
Quanto sofrimento.
Uma vida inteira só para produzir leite.
Para satisfazer um capricho!
Tanto líquido para beber!
Tantas frutas!
Tantos sabores!
Mas preferem explorar os outros.
Ignorando todo o sofrimento.
Porque é sofrimento alheio.
Um simples gesto.
Causa tanta dor.
...
...
- Jônatas diz:
vc percebeu o quanto escreveu?
"O valor à vida de cada animal pertence a ele próprio e não a nós." diz:
Qual é o problema?
- Jônatas diz:
nenhum
"O valor à vida de cada animal pertence a ele próprio e não a nós." diz:
Você perguntou e eu respondi.
Oras...
¬¬
- Jônatas diz:
é q sempre quando toco no assunto vc fica verborrágica
Dani
eu ebo leite
bebo*
"O valor à vida de cada animal pertence a ele próprio e não a nós." diz:
Quando foi que você tocou neste assunto?
¬¬
É uma pena paras as vacas.
- Jônatas diz:
eu te perguntei se vc bebia leite
"O valor à vida de cada animal pertence a ele próprio e não a nós." diz:
Para os bezerros.
E para a sua saúde.
O leite tem pus, água sanitária, amônia, água...
- Jônatas diz:
água tinha q ter né
"O valor à vida de cada animal pertence a ele próprio e não a nós." diz:
¬¬
Mais água do que o normal!
¬¬
- Jônatas diz:
está
entendi
"O valor à vida de cada animal pertence a ele próprio e não a nós." diz:
Caso você não tenha percebida a diferença do leite de caixinha para o leite de saquinho, por exemplo.
O leite mesmo é muito gorduroso.
- Jônatas diz:
disso eu sei
"O valor à vida de cada animal pertence a ele próprio e não a nós." diz:
Para alimentar o filhote, sabe.
Tem os nutrientes que ELE precisa!
- Jônatas diz:
calma Dani
"O valor à vida de cada animal pertence a ele próprio e não a nós." diz:
Porque o leite produzido é para ELE.
Eu estou calma.
A vaca que é que deve estar estressada.
E o bezerro triste.
Ou morto...
Mas quem bebe não se importa com isso, não é?
- Jônatas diz:
lá vem vc com a história de não sujar as mãos
pois é
"O valor à vida de cada animal pertence a ele próprio e não a nós." diz:
É! Eu não gosto do sangue dos outros nas minhas mãos.
- Jônatas diz:
dá pra ver q quem tem pelo menos um pouco de senso
sempre fica focado em atacar
algum determinado assunto
não q eu seja muito inteligente
mas há assuntos q me intrigam mais
e o seu é o vegetarianismo
eu penos mais nas questões artísticas
penso*
no comunismo
entre algumas outras coisas
"O valor à vida de cada animal pertence a ele próprio e não a nós." diz:
Juro que não entendi o que você escreveu.
- Jônatas diz:
deixa eu explicar
há pessoas q passam a vida inteira procurando argumentos contra algum assunto
há outras que procuram contra outros
vc sempre procura defender o vegetarianismo
Karl marx sempre procurou defender o socialismo
"O valor à vida de cada animal pertence a ele próprio e não a nós." diz:
Hum...
E...?
- Jônatas diz:
e nada mesmo
só uma observação besta
pq vc vive me atacando com sarcasmo pq não sou vegetariano
"O valor à vida de cada animal pertence a ele próprio e não a nós." diz:
http://muconasalverde.blogspot.com/
É claro.
Quando você for vegetariano eu prometo que para com isso.
Ok?



(Dúvidas e reclamações nos comentários, por favor.)

sábado, 18 de julho de 2009

Lamento de um pássaro preso.

Minha vida é um quadro em preto e branco.
Há raras frestas de arco-íris.
Um arco-íris é feito de água e luz.
Não entendo o porquê da história do pote de ouro.

Meu céu é através das grades.
Vou de um lado a outro, mas não encontro a saída.
Durmo, como, bebo,
Espero o tempo passar.

Não canto mais,
só lamento.
Quem se importa com o meu sofrimento?
Quem se importa com a minha dor?

Sou tratado como objeto.
Comercializado,
colecionado,
condicionado.

Observo os pombos e os pardais
comendo lixo.
Fugindo das pessoas,
dos cães,
dos gatos,
dos carros,
dos meninos com estilingues e pedras.

Minhas asas atrofiadas.
Que pena não poder usá-las.
Que desperdício, meu Deus!
Roubaram minha liberdade!
Roubaram minha vida de mim.

Preso,
ignorado.
Sinto frio.
Sinto um vazio
de não viver como devia.

Jogo-me contra as grades.
A fim de acabar com elas
ou comigo.
Deus, me ajuda!
E tens misericórdia dos homens que me prenderam.
Leve-me ao céu das aves
para que eu possa voar por entre as estrelas.
Mergulhar no céu
e descobrir meu riso.
Justiça sendo feita,
não haverá mais o caos da humanidade.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

É natural, mas fede.

Tudo é muito natural. É como o mar
noturno, as ondas vão, as ondas vêm.
É como a cotidiana hipocrisia,
eu nem sei mais como se diz bom-dia.
É como o beija-flor querendo o sumo
da flor que entrega sem saber que dá.
É a gaivota planando, é natural,
o peixe que ela viu já foi-se embora,
desesperança alada, de perfil.
De frente é o olhar, que logo se desvia
da legião deserdada, é natural.
É a cascata descendo, é o girassol
humilde na esperança de uma luz
que lhe brinde o favor da poluição.
É tudo, tudo, muito natural.
A paloma cagando na cabeça
da princesa esculpida em solidão.
É como aquela antiga mão do índio
que eu vi tremendo na perfuratriz
num sovacão da mina boliviana.
É como a história natural das águas
que fazem dos rebojos o mau fim
dos homens que perseguem seringueiras,
destino duro do meu tio Joaquim.
É tudo natural na Venezuela:
o povo come ardências de óleo sujo
enquanto as autopistas te deslumbram
e forjas teorias on the rocks.
A solidariedade se transforma
em favor, os crimes em memória,
ninguém mais se comove e se acostuma
à dor da mordidura em pleno peito.
Quero voltar pro morro, é natural,
pois lá é que estão as curvas da chinela
da morena que um dia, fatigada,
queria mais, que eu fosse dentro dela,
como um rei, um brinquedo, uma agonia,
e então nós fomos juntos sendo a vida,
mas de repente a morte, é natural.
Tudo é tão natural, é como o céu
estrelado demais da minha terra
cobrindo o sonho opaco de um menino
- mordido de carapanã, caralho! -
que sequer sabe onde começa a fome.
As vozes do Salgueiro, na avenida,
porta-estandarte verde, me perguntam:
- E você sabe onde termina o céu?
E você sabe onde ermina a terra?
E você sabe onde termina o mar?
Canto que não, naturalmente não.
Tenho muitos mistérios misturados,
curtidos em salmoura fedorenta.
Alguns serão matéria de mercado,
como o meu coração que, tantas vezes
exposto esteve em campos de amapolas,
mas nunca foi comprado, é natural.
Outros serão caterva de alçapões:
químico, turvo, o mundo me penetra
pelos poros mais podres, me rebelo,
não posso me entregar. Homem do Atlântico
pasto da luz latino-americana,
conheço a petroquímica ao reverso:
um fogo que se entrega à atmosfera,
fedento triste e inútil, enquanto hormônios,
enquanto pernas, enquanto fervores,
na solidão soturna das cidades,
na entressombra dourada das favelas,
se abraçam procurando a primavera
numa chama que nunca vai jamais
erguer a liberdade, é natural,
desse escuro porão, refúgio do homem,
mordido pelo sol do escorpião.

Thiago de Mello.

As ensinanças da dúvida.

Tive um chão (mas já faz tempo)
todo feito de certezas
tão duras como lajedos.

Agora (o tempo é que o fez)
tenho um caminho de barro
umedecido de dúvidas.

Mas nele (devagar vou)
me cresce funda a certeza
de que vale a pena o amor.

Thiago de Mello.

Como um rio.

Ser capaz, como um rio
que leva sozinho
a canoa que se cansa,
de servir de caminho
para a esperança.
e de lavar do límpido
a mágoa da mancha,
como um rio que leva,
e lava.

Crescer para entregar
na distância calada
um poder de canção,
como o rio que decifra
o segredo do chão.


Se tempo é de descer,
reter o dom da força
sem deixar de seguir.
E até mesmo sumir
para, subterrâneo
aprender a voltar
e cumprir, no seu curso,
o ofício de amar.

Como um rio, aceitar
essas súbitas ondas
de águas impuras
que afloram a escondida
verdade nas funduras.

Como um rio, que nasce
de outros, saber seguir,
junto com outros sendo
e noutros se prolongando
e construir o encontro
com as grandes
do oceano sem fim.

Mudar em movimento,
mas sem deixar de ser
o mesmo ser que muda.
Como um rio.

Thiago de Mello.

Da eternidade.

Da eternidade venho. Dela faço
parte, desde o começo da vida
dos que me fizeram ser
até chegar ao que sou.
Transporto com a minha vida
a eternidade do tempo.
Menino deslumbrado com as águas,
os ventos, as palmeiras, as estrelas,
prolonguei sem saber a eternidade
que neste instante navega
no meu sangue fatigado.


Thiago de Mello.

Monólogo do índio.

Perdido de mim, não sei
ser mais o que fui e nunca
poderei deixar de ser.
De mim me perco e me esqueço
do que sou na precisão
que já tenho de imitar
os brancos no que eles são:
uma apenas tentativa
inútil que me dissolve
na dor que não me devolve
o poder de me encontrar.
Já deslembrado da glória
radiosa de conviver,
já perdido o parentesco
com a água, o fogo e as estrelas,
já sem crença, já sem chão,
oco e opaco me converto
em depósito dos restos
impuros do ser alheio.
Resíduo de mim, a brasa
do que fui me reclama,
como a luz que me conhece
de uma estrela agonizante
dentro do ser que perdi.

Thiago de Mello
"O homem comum é exigente com os outros O homem superior é exigente consigo mesmo".
Marco Aurélio

Romance de Salatiel.

I. O velório
Se foi triste, se não foi,
se gostou de olhar o azul,
se sofreu por desamor,
se digeria a contento,
se procurou Deus (achou-o?)
não conta mais.

Salatiel
Já é matéria sem ganga,
que se oferta, horizontal,
aos olhares e aos pesares.

Chegam vizinhos, amigos
de longa data, parentes
trajando roupas de festas.
E ao penetrarem na sala,
onde Salatiel repousa
de todos os cansaços,
esquecem-se de si próprios
ou porventura se encontram
com total exatidão:
o rosto bêbado é sóbrio,
o folgazão, compungido,
os sempre austeros ensaiam
gestos suaves e os tristes
disfarçam sua tristeza.

Mas Salatiel defunto
adorna o meio da sala
sombria, apesar das flores,
sem nem perceber, que pena
que o gordo senhor de óculos
veio lhe pedir perdão
por malquerenças antigas,
um vulto esguio num canto,
a recordar o colóquio
que teve com o morto, um dia,
chuvoso, em antiga praça,
e desse encontro conserva lembrança em forma de flor,
de sombra do foi flor
que perdura, delicada,
entre as páginas de um livro
de poemas de amor eterno,
do seu barbeiro, contrito,
que lhe contempla o bigode,
a barba espessa, azulada,
e lembra canção de infância
contando que o capinzal
é cabeleira de mortos.

Pelas narinas do morto,
que já não sentem o aroma
do café que corre a sala,
penetra o velado som
dos faladores incautos:
cada qual lembra seus mortos,
todos bons, quase perfeitos
em sua humana condição,
imperfeitos, porque humanaos,
mas isentos da soberba.

Depois cambiam de tema:
falam de jogos, de guerras,
comentam velhas intrigas,
fazendo sempre um parêntesis
para louvar as virtudes
de quem foi Salatiel.
Que já não é. Suas orelhas
são búzios côncavos, secos.

Ah, Salatiel, se visses
a ternura de teu filho,
de todos o mais rebelde,
que regozijo seria.
Com quanto zelo ele muda
as velas dos castiçais
e espanta - no gesto, afago-
a mosca da tua boca.

Mas Salatiel não vê.
Como também não percebe
as filhas arrematando
com seus soluços ritmados
o choro seco da mãe
que, em seu respeito ao defunto,
repele os erros furtivos,
o desamor não contado
e o desapreço profundo
de saber-se repartida
que lhe voltam à memória,
já se dissolvem no pranto
e o purificam.

II. O sepulcro
Na clareira de treva
em que o tempo não conta
e onde o brilho de luas
afoga-se em argila,
os vermes já circundam
a carne recém-vinda.
Abraçam-na com júbilo
de seres separados
que afinal se reencontram
e este abraço revela
um sutil parentesco:
não aquele que implica
em um correr de hormônios,
certas cumplicidades
pobres conquanto físicas
e que o tempo desgasta
e em lembrança converte.
Outro, porém, mais fundo,
que elimina a distância
do que, por ser minguado,
alonga-se no sonho,
ao exato minério
feliz em seu contorno:
e brandamente reúne
a besta que se entrega
a êxtases promíscuos
e o que de amor constrói
sandálias adequadas
para a longa excursão,
numa aventura só
de crescer e acabar
e aguardar, entre sombras,
que a mão cega do mundo
vá recompondo as cinzas.

e com um linguajar
que só as coisas entendem
os vermes confabulam
acerca do destino
deste novo parente
que, aos poucos, se devolve
ao útero da terra.

III. Epílogo
O dono de tal carne, todavia,
conhece a paz de canto em que se evola
de garganta demasido tensa.
Liberto dos enredos da memória,
isento de esperança, ele palmilha
os caminhos abstratos, modulados
em matéria de além, de sono puro.

Salatiel não-sendo desconhece
a exata perfeição do que não é
e integra-se à paisagem absoluta
onde nem sombras há das três colunas,
suportes do planalto que assegura
o repouso dos deuses fatigados:
consante prolongar do sétimo dia.

O outrora sonhador de galardões,
que passeou pelo bosque dos enigmas
e entregou-se a engenhos intrincados
como o de mergulhar na própria luz
e de lá regressar sujo de treva,
ou do chão mais rasteiro para erguer montanhas,
exerce, então, mister dos mais humildes:
Salatiel não sendo já faz parte
do azul na arquitetura do vazio.

Thiago de Mello.

Ando a esmo.

Ando tão abatido.
Abatido e de ponta a cabeça.
Ando a esmo.
Percorro o espaço e o tempo.
Andarilho sem mapa e sem proteção.

Sozinho e ferido,
a realidade não tem compaixão.
Nem nas escolas,
Nem nos hospitais,
Nem nos lugares,
Nem nas prisões.

Em todo canto, tudo.
Em cada palavra, mudo.
Surdo, o silêncio me distrái.

Contrario os meus caminhos.
Duvido dos avisos.
Sem dinheiro, amor e otimismo,
Existo.
Como um poema sem rima e sem fim.

Meu coração lamenta.

Você nunca esteve comigo.
Eu sempre estive com você.
Você não me deu abrigo.
Eu abri todas as portas para você.

Você só brincou comigo,
Mesmo assim gosto de você.
Meu coração lamenta
No canto de um pássaro preso.

Você me ofereceu desprezo.
Nunca lhe tive.
Então é melhor perder você.




Dedicado à Luana, ao Thales e a mim.

Sempre Não é Todo Dia.

Composição: Oswaldo Montenegro / Mongol

Eu hoje acordei tão só
Mais só do que eu merecia
Olhei pro meu espelho e ah....
Gritei o que eu mais queria
Na fresta da minha janela
Raiou, vazou a luz do dia
Entrou sem me pedir licença
Querendo me servir de guia

Na fresta da minha janela
Raiou, vazou a luz do dia
Entrou sem me pedir licença
Querendo me servir de guia

Eu que já sabia tudo
Das rotas da astrologia
Dancei e a cabeça tonta
O meu reinado não previa
Olhei pro meu espelho e ah....
Meu grito não me convencia
Princesa eu sei que sou pra sempre
Mas sempre não é todo dia

Olhei pro meu espelho e ah....
Meu grito não me convencia
Princesa eu sei que sou pra sempre
Mas sempre não é todo dia

Botei o meu nariz a postos
Pro faro e pro que vicia
Senti teu cheiro na semente
Que a manhã me oferecia
Eu hoje acordei tão só
Mais só do que eu merecia
Eu acho que será pra sempre
Mas sempre não é todo dia

Eu hoje acordei tão só
Mais só do que eu merecia
Eu acho que será pra sempre
Mas sempre não é todo dia

Flores Astrais

Composição: João Ricardo / João Apolinário

Um grito de estrelas vem do infinito
E um bando de luz repete o grito
Todas as cores e outras mais
Procriam flores astrais
O verme passeia na lua cheia

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Síndrome do camaleão esconde crise de autoestima.

Medo de rejeição e insegurança incomodam quem vive mudando o visual


A cada semana, uma nova cor de cabelo. Por mês, mais da metade do salário fica no salão de beleza (onde novos cortes e tratamentos são experimentados, e descartados, sem nenhuma cerimônia). O vai-e-vem na aparência, no entanto, revela mais do que preocupações com a vaidade: pode ser sinal de insegurança e dificuldade de ser aceito pelos outros.

"As pessoas que não toleram a própria aparência sofrem com crises de autoestima. Mas mudanças constantes no visual são uma tentativa de reverter esse quadro", afirma o psicoterapeuta Chris Allmeida, especialista do MinhaVida. O problema, no entanto, não é estético. Trata-se de um mal-estar interno, que não vai ser resolvido com a tesoura ou com pinceladas de descolorante. "Estamos falando de uma inadequação, típica de pessoas que não sabem valorizar a própria opinião e vivem continuamente em conflito, temendo a reprovação alheia", afirma Chris Allmeida.

Mudando demais o visual
Antes que você entre em crise, calma: é normal sentir vontade mudar a aparência e ficar feliz quando sai de casa com o cabelo novo ou compra uma peça de roupa especial. O problema não está nas simples mudanças do dia a dia, mas sim em jamais ficar satisfeito com as transformações, como se elas não fossem suficientes. O psicoterapeuta lembra que, para diferenciar um caso grave de um acesso de vaidade, é só refletir sobre a motivação que gera a mudança. "Não há nada de errado em querer parecer mais bonito. Mas se você nunca está confortável com o que vê no espelho, por mais que invista na estética, é hora de procurar ajuda de um psicólogo', afirma.

A falsa feia
Viver escondida atrás de roupas largas, deixar os cabelos super bagunçados ou nunca se preocupar com o figurino também é uma característica de pessoas que não aceitam a própria imagem. Esse seria apenas um sintoma diferente do mesmo problema de aceitação enfrentado pelas pessoas que gastam o que podem(e o que não podem) com a estética.

De acordo com o especialista, a autoestima é a principal afetada nesses casos. "Não cuidar da própria aparência é como desistir da própria imagem. As pessoas que agem dessa maneira não acreditam que podem ser atraentes e, por isso, abandonam os cuidados pessoais",diz. O desleixo com o corpo, segundo o especialista, é só um dos sinais da fala de amor próprio e da dificuldade em assumir a aparência, o que, a longo prazo, pode se transformar num quadro depressivo , explica.

Preocupação feminina
Apesar de afetar homens e mulheres, o dilema de aceitação ainda afeta mais o público feminino. "Elas se comparam mais umas às outras e, por isso, apresentam um nível maior de insatisfação. Para muitas, a mulher perfeita sempre vai ser a outra, alimentando um ciclo de queixas e insatisfação que nunca termina", afirma Chris. No limite, até um médico deve ser procurado (para lidar com os excessos que dão origem à anorexia e outros distúrbios de imagem). Há casos de pessoas que chegam a se privar da vida social por problemas de baixa autoestima.

"Quando a imagem que a pessoa tem de si mesma é negativa e ela não se julga mais atraente ou interessante, a reclusão surge. O paciente tem vergonha de se expor em público, por sentir que é inadequado. Contra isso, não há mudança estética que resolva e a orientação de um psicólogo é necessária", afirma Chris Allmeida. "O trabalho vai ajudar no resgate da autoestima e também trabalhar os sentimentos de confiança e aceitação, sem tanta dependência da aprovação externa".

Fonte: http://yahoo.minhavida.com.br/materias/bemestar/Sindrome+do+camaleao+esconde+crise+de+autoestima.mv

Recordações 1.1

Quantas vezes eu esperei que você correspondesse aos meus abraços?
Quantas vezes eu esperei que você me chamasse? Eu disse que iria.
Que me dissesse que escreve para mim.
Que me dissesse o que sente por mim.
Mas você não diz...
Você se esconde.
Eu tento saber o que se passa na sua cabeça.
Mas você está muito loge.
Quantas vezes fiquei até tarde no msn esperando você chegar?
E quando você aparece, eu não sei que acontece!
Um sorriso espontâneo surge na minha cara.
Fico esperando você dizer "Olá!".
Quando você demora a dizer eu sei que você está triste.
Ou então tem algo melhor para fazer... E fico me perguntando por que você não conversa comigo.
Às vezes quero dizer "até logo".
Às vezes quero dizer "até nunca mais".
Eu só digo boa noite.
Mas quando estou com você não quero dizer "tchau".

Recordações1

Não havia notado a presença dele até aquele dia. Não sei de onde ele surgiu, mas fiquei encantada. *_*
Percebi na hora que ele não sentiu o mesmo, mas isso não mudou o que eu sentia.
Depois daquele dia passamos a nos encontrar mais vezes na escola. No intervalo, na saída, eu o ouvia atentamente. Mas parece que sempre aparecia alguém para atrapalhar nossas conversas. ¬¬
Às vezes era ele mesmo quem dizia que tinha que ir embora, tinha muito trabalho para fazer. Isso me chateava por ele ir, por ser tão responsável e por eu me sentir abandonada, como se a minha presença fosse descartável.
Cabulei algumas aulas importantes para conversar com ele depois do intervalo. Foi em uma dessas conversas que ele me disse que tinha namorada. :0
...
Tudo bem, mas depois disso nos distanciamos mais e mais.
Eu lia o blog dele com frequência. Escrevia comentários anônimos. Na verdade, eu e minha amiga. Duas leitoras anônimas que acabaram se identificando por insistência do autor dos textos.
Depois disso ele namorou com diversas outras garotas, pelo menos foi o que pareceu.
Durante um tempo esqueci dele. Mas eis que o acaso nos reencontrou. Eu estava esperando um ônibus para ir para casa quando ele veio andando em direção à faculdade. Eu quase não acreditei! Pareceu um sonho... Nos abraçamos, ele me deu um beijo no rosto. Depois conversamos pelo msn... Eu decidi dizer o que sentia por ele. Mas ele disse que queria ficar sozinho! ôÕ
Um tempo depois estava namorando de novo! ¬¬
Quando eles terminaram ele ficou muito abatido. Tentei fazer alguma coisa. Fiquei muito agoniada com o abatimento dele. Espero que tenha melhorado. Aliás, ele melhorou! Parece que já está em outro relacionamento.
Eu cansei! E mesmo depois de ter me convenciso disso, sonhei com ele duas vezes.
Uma vez, perguntei a algumas pessoas se as mulheres gostam de sofrer. Disseram-me que os homens também sofrem, mas não demonstram.
Venci o meu orgulho, acho que quase me humilhei...
Parei. Nem sei se quero mais conversar com ele. Mas sei que se o encontrar de novo esse "encanto" virá à tona novamente.
Mesmo depois de tantas discussões inúteis pelo msn, mesmo depois de tanta frieza e falta de sensibilidade com o que eu sinto.
Mas uma vez emoção e razão estão em lados opostos.
Fim?

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Um elefante preso pelo barbante

Apanhei,
Bati.
Fui mordida,
mordi.

Alimentei meus demônios
com sangue,
egoísmo e preguiça.

Fiquei quieta,
quieta demais.
Atrofiei.
Embruteci.

Cheguei ao desespero
e quase caí...
Uma queda profunda,
talvez sem volta.

"O que estou fazendo aqui?"
"Não aguento mais."
"Espera mais um pouco."
"Já chega!"

Todo esse dualismo!
Essa confusão.
Esse tédio.
Essa interrogação.

"Um elefante preso pelo barbante."

POBRE PASSARINHO

(POEMA INFANTIL)


Pobre passarinho
Tinha a liberdade
Hoje se empoleira
Atrás de uma grade

Pobre passarinho
Cortaram sua asa
Disseram que a jaula
Era sua casa

Pobre passarinho
Nem canta, tão triste
Não pode mais ver
Tudo que aqui existe

Pobre passarinho
Trancafiado está
Longe do seu mundo
Não pode voar...

Desgraçado homem
Prendeu o passarinho
Quem dera fosse ele
Ali preso e sozinho...

Mas saindo da rima
Saindo do ritmo
E da estrutura
Digo que este homem
Desgraçado homem
Por nunca ser livre
Prende os animais

Pobres passarinhos...



Autor: Jonatas Freitas

domingo, 12 de julho de 2009

While sleeping...

Can you go deeper?
Can you kill me sweetly?

Time passes by me.
Sadness stays behind me.

I'm screaming inside!
Silence watches me.
I hurt me.

I'll try die while I'm sleeping tonight.
Please, kill me!
Kill this monster.
This monster lives...

sábado, 11 de julho de 2009

Desculpe, não me ensinaram a comer caqui!

Eu deveria estar chateada pelo fim de algo que não teve início?
Notei que algo estava diferente.
O silêncio é confuso, mas diz muito.
É só prestar atenção.

Talvez não seja o fim desta epopéia.
Mas prefiro preservar o que me resta de dignidade.
Se preferir a sua própria companhia, fique à vontede.
Vá para onde você quiser.
Fique com quem você quiser.

A valorização do indivíduo começa por ele próprio.
Mas um relacionamento precisa de duas pessoas (normalmente, pelo menos).
Desculpe se não tolero a sua intolerância.
As suas desculpas.
Não pretendo mais alimentar o seu ego.
Cada um deve procurar seu próprio alimento (vegetariano, por favor!).

Se não quer compartilhar a sua dor, desculpe.
Se quiser, estou aqui.
Mas não vou mais insistir.
Quero preservar o que me resta de dignidade.

Ofereci meu ombro, lenço e tudo mais.
Agora se você quiser,
vai ter que vir atrás.











"A mão que afaga é a mesma que apedreja."

(Augusto dos Anjos)

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Clara E Ana

Um coração
De mel, de melão
De sim e de não
É feito um bichinho

No Sol de manhã
Novelo de lã
No ventre da mãe
Bate um coração

De Clara, Ana
E quem mais chegar
Água, terra, fogo e ar

Clara, Ana
E quem mais chegar
Água, terra
Fogo e ar


Composição: Maurício Maestro - Joyce

Cantiga de quase roda.

Na roda da vida
lá vai o menino
trazendo contente
um canto no peito
na fronte uma estrela.

Mal chega e descobre
que o mundo é feroz
e o tempo é das sombras.
Os homens caminham
calados, sozinhos,
com medo de amar.

De pena, o menino
começa a cantar.
(Cantigas afastam
as coisas escuras.)

Porquanto ele sabe
que os homens, embora
se façam de fortes,
se façam de grandes,
no fundo carecem
de aurora e de infância.

Na roda do mundo,
ao lado dos homens,
lá vai o menino
rodando e cantando
seu canto de amor.

Um canto que faça
o mundo mais manso,
cantigas que tornem
a vida mais limpa,
um canto que faça
os homens mais crianças.

O menino entrega ao mundo
o dom da sabedoria
que nasce do coração.
Porque é de amor e de infância
que o mundo tem precisão.

Thiago de Mello

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Botão de rosa.

Nos recôncavos da vida
jaz a morte.
Germinando
no silêncio.
Floresce
como girassol no escuro.
De repente vai se abrir.
No meio da vida, a morte
jaz profundamente viva.

Thiago de Mello.

A aprendizagem amarga.

Chega um dia em que o dia se termina
antes que a noite caia inteiramente.
Chega um dia em que a mão, já no caminho
de repente se esquece do seu gesto.
Chega um dia em que a lenha já não chega
para acender o fogo na lareira.
Chega um dia em que o amor, que era infinito,
de repente se acaba, de repente.

Força é saber a mar, perto e distante,
com o encanto de rosa livre na haste,
para que o amor ferido não se acabe
na eternidade de um instante.

Thiago de Mello.

Janela do amor imperfeito

Alta esquina no céu, tua janela
surge na sombra e a sombra faz dourada.
Já não me sinto só defronte dela,
me chega doce o fel da madrugada.

Atrás dela te estendes alva e em sonho
me levas desamado sem saber
que mais amor te invento e que te ponho
sobre o corpo um lençol de amanhecer.

Doce é saber que dormes leve e pura,
depois da dura e fatigante lida
que a vida já te deu. Mas é doçura

que sabe a sal no mar azul do peito
onde o amor sofre a pena malferida
de ser tão grande e ser tão imperfeito.

Santiago do Chile, 1992.
Thiago de Mello.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Deus: dai-me forças para suportar todas as adversidades, amém.

Preciso escrever sobre uma grande confusão.
Um quase aborrecimento proveniente de uma escolha muito importante.
Tenho dificuldade em fazer escolhas.
Bom, o problema é que eu tenho que escolher entre duas faculdades: a FTB e a Católica.
Eu gosto da FTB, mesmo com o problema que tivemos com a má administração da mesma que culminou com a sua falência e compra pela Uni Saber. Gosto do lugar, das pessoas, das aulas, dos professores (tem cada professor... *.*).
Foi quando consegui uma bolsa para o mesmo curso (Ciências Biológicas) só que para a Católica. Um lugar estranho, com predominância de burgueses que a mim parecem víboras se atacando. Mas é um lugar reconhecido, os laboratórios são bons, o leque de oportunidades deve ser maior.
Minha mãe ficou tão feliz quando soube. Eu poderia quase afirmar com certeza que ela ficou mais feliz que eu.
Minha amiga aliviou um pouco a minha culpa de mudar (obrigada Luana!).
Mas ainda tenho medo. Mas é quela velha história da evolução, quem não se adapta não sobrevive. Espero que essa mudança seja pra melhor. Mas se a situação estiver muito desagradável eu voltou correndo com o rabo entre as pernas (eu queria mesmo ter um rabo). "Quem não arrisca não petisca."
A vida é cheia de desafios e escolhas, mas o show tem que continuar. Pelo menos lá tem capela... Hum. Deus me ajude e me guie e destrua a farsa da humanidade.
Amém.

A coleira.




De Fernando Gonsales.

Processo criativo.



Fonte: Capinaremos.

Platelmintos.

Platelmintos: Os vermes achatados.

Mudança de atitude.

Fases.

Sopa de letrinhas.




Se você não conseguiu entender a mensagem...
Está escrito: Preguiça de escrever ou falta do que dizer?

Canção de hoje. Canção nossa de cada dia.

O tia!
Tem alguma coisa errada com o vinho que eu comprei aqui!
Como é que pode um vinho de 10,5% de álcool não fazer efeito?
É isso mesmo!
Ele deve estar adulterado!
Eu quero outro e não vou pagar de novo!
Estão tentando me enganar, é?
Aquilo era suco de uva!


--------------------------------------------------------------------------------------

Se eu tivesse dinheiro me alimentaria de energéticos para aliviar minha sensação de anastesia.
Tomaria pílulas mágicas para ficar alegre: Anti-depressivos são pílulas de felicidade. Seriam perfeitas se fossem baratas e doces como balas.



Ai, como o céu é lindo! Perto dele somos tão pequenos, tão inúteis.



Consciência: A chave para o nosso mundo interior.



"Risca um fósforo. Acende o teu cigarro. O beijo amigo é a véspera do escarro. A mão que afaga é a mesma que apedreja..." (Augusto dos Anjos)


Às vezes tenho lampejos. São como premonições. Pensamentos que aparecem e ficam. Revelações sobre a vida. Como na vez em que percebi que se eu continuasse viva ou me tornaria uma pessoa normal/passiva/consumidora/chefe de família ou teria que me drogar... Pois, é. Há vários tipos de drogas e a vida continua.


No fim, a garrafa se quebra e machuca. Coleciono rolhas para todos os problemas.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Seu Mestre Mandou

Da a pata, senta, deita
Não respire, apague a luz
Vote em mim e não discuta
Tenha fé, carregue a cruz
Seja livre, mas nem tanto
Pode criar, mas eu digo o que
Assine as três vias, entregue e aguarde,
não se preocupe, eu aviso a você
Não se informe, xa comigo,
Durma tranquilo, confie em mim
Não se importe, sem problemas,
Deixa que eu resolvo daqui
Pra que emprego, que coisa chata
Aproveite o Carnaval
Mesmo sem luz, proteção nem dinheiro
Por favor, não mude o canal

Seu Mestre Mandou

Compre sua roupa na loja mais cara
Entre na moda, ai vem o verão
Use, abuse, finja que manda,
Mas viva com o olho aberto se não

Daqui a pouco vão querer
Morar em você

Seu Mestre Mandou

Pitty
Música do álbum {Des}concerto: ao Vivo
(fonte: site vagalume)

A importância de alguns alimentos.

Açúcar Mascavo: é um alimento obtido diretamente da concentração do caldo de cana recém extraído, este processo elimina o uso de aditivos químicos para o processo de branqueamento e clarificação.

Açúcar Demerara: é um alimento obtido através da cana de açúcar, através de um processo especial no qual se elimina o uso de aditivos químicos para o processo de branqueamento e clarificação. Possui coloração mais escura e é levemente mais úmido pois conserva uma película de mel em volta dos cristais de sacarose.

Ameixa Preta:
indicada no combate ao resfriado, rouquidão, tosse, vermes e ainda tem propriedade laxante.

Amêndoa: rica em ferro, pode ser incluída na dieta de pessoas com anemia, combate inflamações na pele e também como calmante para a tosse.


Avelã: tem propriedade depurativa e pode ser indicada para combater a inflamação intestinal, ferida, ulceração

Aveia: rica em carboidratos, carotenos, enzimas, fibras, glicídios, lipídios, maltose, óleos. Fixos (fonte de vitamina E), proteínas, sais minerais (sódio, ferro, fósforo, cálcio), vitaminas B1 e B2. Tem propriedade antidepressiva, anti-hemorroidais, anti-reumática, antidiabética, calmante, cicatrizante, digestiva, diurética, emoliente, expectorante, hepatoprotetora, hipotensora, laxante, nutritiva, refrescante, tônico reconstituinte nervoso, vitaminizante. È indicada para acalmar dores reumáticas, aumentar a lactação, ciática, cólica, dar brilho aos cabelos, convalescentes de doenças graves, de operações e diarréias violentas, desinflamar as mucosas e deter diarréia, dores de garganta e do tórax, diabete, eczema, esclerose, estimular o apetite e a energia física e psíquica e ainda a capacidade de concentração, evitar o cansaço e reduzir a necessidade de sono, facilitar a digestão e regular os intestinos, fadiga nervosa, frieiras, gota, gripe, hipertensão, insônia, nervosismo, perturbações hepáticas, prevenir a cárie dentária, queda de cabelo, reduzir a atividade tiroidiana, reduzir o colesterol, rouquidão, tosse.

Avelã: tem propriedade depurativa e pode ser indicada para combater a inflamação intestinal, ferida, ulceração

Arroz Integral: o grão de arroz é constituído de casca, película e endosperma. As vitaminas e os minerais estão concentrados na película e no germe. O processo de refinação, para a produção do arroz branco convencional, remove essas estruturas do grão, restando apenas o endosperma, que contém basicamente o amido.

Canela: tem propriedade digestiva, pode ser indicada para combater dores, espasmos, febre, gás intestinal, gripe, gases, reumatismo, vômito.

Proteína de Soja:
é obtida através do processo de extração do seu óleo. É constituída em aproximadamente 48% de proteína de alto valor biológico, contém: vitaminas do complexo B, minerais como: cálcio, ferro, potássio, zinco. As isoflavonas, os ácidos graxos poliinsaturados que não elevam o colesterol.

Castanha do Pará: rica em cálcio, ferro, fósforo, iodo, oleina, proteínas, selênio, tungstênio, vitamina B. Tem propriedade antioxidante, emoliente, energizante, hidratante, inseticida, nutritiva. É indicada para evitar a formação de radicais livres, desnutrição, hepatite, fígado, anemia.

Cevada: Indicada no combate às afecções urinárias.

Cravo da Índia: tem propriedade afrodisíaca, anti-séptica, aperiente, bactericida, digestiva, excitante, repelente (inseto), sudorífico, tônico estamáquico, tônico estimulante. É indicado no combate à dor de dente, gases, higiene bucal, micose de unha, vermes, vias respiratórias.

Farinha de Trigo Integral:
é obtido à partir de grãos de trigo selecionados e moídos. Contém carboidratos complexos responsáveis pelo fornecimento de energia ao organismo, vitaminas do complexo B, minerais como: ferro, fósforo, magnésio e fibras insolúveis que estimulam o sistema gastrointestinal.

Damasco: ácido acético, ácido caféico, ácido cítrico, beta-caroteno, fósforo, ferro, licopeno, magnésio, potássio, vitamina B6 entre muitos outros constituintes químicos. O damasco é afrodisíaco, antiespasmódico, antiidade, calmante, demulcente, diurético, emoliente, estimulante, expectorante, hidratante, laxante, mineralizante, nutritivo, peitoral, sedático, tônico. É indicado para a pele, mucosas, membranas, visão, evitar doenças do coração, derrame, catarata, algumas formas de câncer, inibir desenvolvimento de tumores, combate ao envelhecimento, alimentação dos diabéticos, pressão arterial, estabilizar as taxas de açúcar no organismo, evitar deficiência de ferro, bronquite, asma, prisão de ventre e enfisema, incontinência urinária, constipação, disfunções da potência sexual, impotência de origem fisiológica, disfunções do orgasmo, insensibilidade genital, ejaculação precoce, estimulante do sistema nervoso, depressão. O consumo exagerado pode provocar efeitos nocivos em crianças menores de 10 anos e adultos com mais de 50 anos. Contra indicado em casos de diarréia.


Gergelim: é uma semente obtida à partir dos frutos da planta conhecida como S[esamo. É um alimento de ótimo valor nutritivo, contém: proteínas, vitamina E e do complexo B, minerais como: cálcio, fósforo, ferro, magnésio, cobre e o cromo.

Levedo de Cerveja: uma das maiores fontes naturais de vitaminas do complexo B e de proteínas, com a vantagem de não possuir colesterol e gordura. Contém alto teor de proteína, fibras e vitaminas.

Guaraná em Pó: é constituído por alcalóides, ácido cafeotônico, ácido málico, amido, adenina, ácido tânico, cafeína, catequina, colina, dextrina, guaranatina, glicose, hipoxantina, mucilagem, óleo fixo, pectina, pigmento vermelho, reponina, resina, saponina, tanino, teofilina, timbonina, xantina. É adstringente, afrodisíaco, analgésico, antibacteriano, antiblenorrádico, antidiarréico, anti-esclerótico, antitérmico, aperiente, cardiotônico, desinfetante, diaforético, diurético, estimulante físico, psíquico e do sistema nervoso, febrífugo, refrigerante, regulador intestinal, retardador da fadiga, revigorante, tônico, vasodilatador.

Quínua Real:
encontrada unicamente no deserto de Salar de Uyuni no Altiplano Boliviano, a QUINUA REAL (quinoa) é considerada o cereal sagrado dos incas. Qualificada como o melhor alimento para o consumo humano, pela Academia de Ciências dos Estados Unidos e selecionada pela NASA para integrar a dieta dos Astronautas em vôos espaciais de longa duração, por seu extraordinário valor nutritivo. Investigadores que vem estudando a Quinua Real, nas últimas décadas, constataram, que seu valor nutritivo – só comparado ao leite materno – a converte no alimento mais completo do planeta, muito superior aos de origem animal, como a carne, o leite, os ovos e o peixe.

Soja: é indicada no tratamento da arteriosclerose, câncer de mama e colo do útero, cegueira, córnea, debilidade, disúria, doença de pele, dor de cabeça, dor reumática, edema, estômago, febre, fungo, gripe, hipercolesteremia (reduz o colesterol ruim, o LDL, sem alterar a taxa do bom colesterol, o HDL), insônia, osteoporose, reumatismo, melhorar os sintomas da menopausa. Não deve ser usada na gravidez e ainda o médico deverá ser consultado caso estiver fazendo reposição hormonal, para avaliar possíveis interações. As sementes maduras cruas são tóxicas, por isso devem ser consumidas cozidas. A alergia à soja é mais comum em crianças e jovens, podendo levar à cólicas e presença de sangue nas fezes.

Fonte: http://www.atitudefm.com.br/noticias.asp?co_noticias=434

terça-feira, 16 de junho de 2009

Turbine seu Cérebro

Por:Eugênio Saturno



Um estudo conduzido por Glenn Wilson da King's College London University, da Inglaterra, mostrou que o QI (quociente de inteligência) depende de uma variedade de fatores e descobriu seis modos de aumenta-lo.

Primeiro, não seja subserviente à tecnologia. As chamadas telefônicas, emails e mensagens de texto provocam uma perda de QI maior do que fumar maconha. E isso afeta mais os homens. Para manter a mente aguçada, evite verificar as mensagens continuamente, ao contrário, agende, reserve momentos durante o dia para ler e responder.

Segundo, durma oito horas. Dormir mal provoca perda de produtividade e aumento de erros, como mostrou um estudo da Fundação Nacional do Sono. Algumas vezes, os erros são trágicos, como já demonstraram as investigações do Governo dos Estados Unidos nos desastres do space shuttle Challenger e da Exxon que apontaram a privação de sono como causa direta dos acidentes.

Terceiro, coma bem, ou seja, dieta rica em antioxidantes, vitaminas A (beta caroteno), B, C e E como demonstram os estudos de várias Universidades. Já uma pesquisa de Peak Wellness sugere que comer proteína no desjejum aumenta o nível de serotonina, que produz hormônios que nos fazem ficarmos alertas. Durante o dia, pode-se aumentar a serotonina ingerindo pequenas doses de carboidratos. Beba bastante água. Sentir desejo por açúcar pode ser um indicativo de desidratação.

Quarto, exercitar-se aumenta a circulação e fortalece a química do cérebro que melhora a criatividade, o tempo de reação e retenção. Pesquisadores da Universidade de Middlesex descobriram que os participantes melhoram nos testes de criatividade após 25 minutos de exercícios aeróbicos. Da mesma forma, um estudo da Universidade de Illinois observou que pessoas inativas melhoraram a memória e a habilidade em fazer várias tarefas em mais de 15% após uma caminhada.

Quinto, fazer exercícios mentais também são importantes. Aprender uma nova língua ou debater amigavelmente estimula o fluxo sanguíneo e fortalece as sinapses dos neurônios. Uma pesquisa da Universidade de Washington mostrou que as técnicas de memorização fazem o cérebro trabalhar mais eficiente e ajuda a reduzir a perda de memória associado à idade.

Sexto, pense positivo, tenha pensamentos agradáveis. Uma pesquisa do W.M. Keck Laboratory for Functional Brain Imaging and Behavior demonstrou que a escolha pensamentos e emoções específicos pode mudar permanentemente o cérebro. Quando os participantes pensavam nos sentimentos de amor e compaixão, seus cérebros mudavam. Em apenas 10 minutos por dia meditando sobre esses sentimentos pode fazê-lo mais esperto e mais feliz.

Isso não se parece com os conselhos que Jesus dá aos seus discípulos?


Fonte: http://www.scarium.com.br/ciencias/saturno9.html

Drogas X Atividades físicas

EUA pesquisam ligação entre exercício e combate às drogas
Há pistas de que atividades físicas possam estimular mudanças no cérebro que evitem vícios

WASHINGTON - É claro que exercícios são bons para sua cintura, coração e ossos - mas será que eles também são bons para evitar o vício em álcool e drogas?

Há algumas pistas interessantes, mas improváveis, de que atividades físicas possam estimular mudanças no cérebro que levam a isso. Agora, o governo dos Estados Unidos está impulsionando as pesquisas para provar a questão.

E não se trata de levar pessoas comuns à excelência em qualquer esporte.

Ao contrário, a pergunta que os cientistas se fazem é quanto atividades físicas regulares e de intensidade variada - como correr, dançar, pedalar, nadar - podem afetar o humor, a performance acadêmica e até mesmo recompensar os sistemas no cérebro que podem ser "seqüestrados" pelo abuso de drogas.

O que primeiro atraiu a atenção da chefe do Instituto Nacional de Abuso de Drogas, Nora Volkow, foi um estudo que descobriu que jovens e adolescentes que faziam exercícios diários eram 50% menos propícios a fumar, além de terem 40% menos chances de experimentarem maconha.

Nora sabe - de seus 10 quilômetros diários de corrida e de seus experimentos científicos - que o cérebro literalmente gosta de atividades físicas. Exercícios parecem revigorar neurotransmissores que dão a sensação de prazer.

"Em crianças, é inato", diz ela. "Crianças querem se mover."

No entanto, as crianças norte-americanas se tornam cada vez mais sedentárias, como se pode notar através da epidemia de obesidade, com o "tempo de tela" substituindo brincadeiras do lado de fora de casa. Crianças e jovens sedentários se tornam adultos sedentários.

"Por que nós perdemos a habilidade de sentirmos prazer com exercícios físicos?", se pergunta Nora.

Semana passada ela trouxe mais de 100 especialistas em exercícios e neurobiologia para uma conferência de dois dias que explorou o potencial das atividades físicas para o combate do abuso de drogas e anunciou um financiamento de US$ 4 milhões (R$ 6,5 milhões) para pesquisas.

Tratamentos para drogas normalmente incluem exercícios, parcialmente para manter as pessoas distraídas, mas houve poucas pesquisas para entender os efeitos disso.

A melhor evidência foi encontrada pela Universidade Brown, que levou fumantes à academia três vezes por semana e descobriu que adicionar exercícios às rotinas de quem quer parar de fumar dobra as chances de mulheres cortarem definitivamente o hábito, com uma vantagem extra: elas engordavam metade do peso que as mulheres que paravam de fumar sem se exercitar, disse a pesquisadora Bess Marcus.

Ela agora está trabalhando em um estudo maior para provar o benefício.

Bess alerta que pessoas tentando largar um vício têm um grande incentivo para praticar exercícios. Isso poderia, possivelmente, se traduzir em prevenção? Entre as pistas:

- Ratos têm menos probabilidade de ingerir anfetaminas se suas gaiolas têm rodas para exercício, sugerindo que as atividades físicas estimulam um caminho de recompensa no cérebro que os deixa menos vulneráveis às drogas.

- Em humanos, exercícios atuam como leves antidepressivos e aliviam o estresse. Depressão, ansiedade e estresse aumentam os riscos de alcoolismo, tabagismo e abuso de drogas.

- Nora acredita ser intrigante que tanto o déficit de atenção quanto a obesidade envolvam problemas com um produto químico cerebral, a dopamina, um sistema que as drogas "seqüestram" para criar o vício.

- Filhotes de macacos que não brincam o suficiente na infância têm problemas para controlar a agressividade quando mais velhos. Os mais agressivos tendem a ter defeitos envolvendo outro neurotransmissor, a serotonina, e bebem quando os pesquisadores oferecem álcool.

- Voltando ao ratos, atividades físicas aumentam a produção de fatores de crescimento e células-tronco em regiões chave do cérebro importantes para o aprendizado e humor; aumenta a formação de vasos sanguíneos e fortalece as redes de comunicação entre neurônios.

Mesmo com tudo isso, os resultados ainda oferecem poucas respostas para entender a ligação entre exercícios físicos e abuso de drogas, alertaram os cientistas no encontro dos Institutos Nacionais da Saúde.

Fonte: http://www.estadao.com.br/vidae/not_vid186502,0.htm